RWD – Refractance Window Drying Technology: inovação e tecnologia no processamento do açaí

RWD – Refractance Window Drying Technology: inovação e tecnologia no processamento do açaí

A indústria de alimentos investe cada vez mais no desenvolvimento de tecnologias com impacto positivo em termos de escalabilidade, eficiência energética, custo e principalmente, melhor qualidade do produto final. Dessa forma, nos últimos anos, uma nova técnica de desidratação vem ganhando cada vez mais atenção pelos inúmeros benefícios que apresenta, a chamada Refractance Window Drying Technology ou Tecnologia de Secagem por Janela de Refração.

A Açaí Amazonas, indústria reconhecida mundialmente pelo pioneirismo e inovação no cultivo irrigado de açaí, é primeira empresa no ramo a utilizar a tecnologia RWD – Refractance Window Drying Technology na desidratação do açaí e outras frutas.

COMO FUNCIONA A TECNOLOGIA RWD

Após a higiene, seleção e análise do fruto, é realizada a despolpa que proporciona a retirada do caroço, promovendo um sumo puro e integral que é submetido ao processo RWD – Refractance Window Drying. Esse sumo do fruto é despejado sobre uma fina película transparente que forma uma espécie de “janela”, aonde a secagem ocorre. O sistema acontece através da capacidade condutora da água e o que ocorre é uma transferência de energia radiante da água aquecida por meio de 3 modos de transferência de calor ativos: a condução, convecção e radiação.

Conforme o sumo se move sobre o cinto transportador (lâmina de Mylar), através da evaporação da água, a umidade do produto é eliminada em torno de 5 a 10 minutos. Por se tratar de uma técnica rápida, efetiva e branda de secagem, com controle de temperatura em torno de 30 a 70 graus, as propriedades nutricionais e sensoriais do fruto não são afetadas. Esse processamento preserva os fitonutrientes, vitaminas, minerais, gorduras, cor e sabor do açaí. Além disso, o processo RWD mostra-se mais eficiente na retenção de antocianinas com relação à outras metodologias de desidratação, chegando a preservar 90% de antocianinas.

ALTO TEOR DE ANTIOXIDANTES

Enquanto outros métodos de desidratação comumente utilizados, como o freeze drying, drum drying e o spray drying expõem o produto à pressão e temperaturas extremas, promovendo maior instabilidade e suscetibilidade à oxidação, fazendo com que os compostos bioativos sejam degradados. O açaí em pó obtido pelo processo RWD apresenta estrutura uniforme e sem porosidade, o que contribui para a redução da oxidação e consequente formação de radicais livres.

A Açaí Amazonas, realiza periodicamente o acompanhamento do teor de polifenóis e antocianinas das matérias-primas produzidas com açaí, garantindo um produto com alta concentração de compostos bioativos. O teor de polifenóis e antocianinas apresentados nos produtos em pó correspondem a 28.000 e 5.300mg/kg respectivamente, confirmando a eficiência e eficácia deste processo inovador utilizado pela empresa.

MAIOR SHELF-LIFE E SEGURANÇA NO TRANSPORTE

Por fim, devido à baixa atividade de água e maior rigor no processo do produto, o açaí em pó da Açaí Amazonas garante um maior shelf-life da matéria-prima, proporcionando maior versatilidade de aplicação e mercado. Além da segurança e garantia de um transporte mais seguro, podendo atender às demandas do exterior e de regiões mais remotas.

Para acesso ao vídeo completo: https://youtu.be/-AvpaOPooys

RWD – Refractance Window Drying Technology: inovação e tecnologia no processamento do açaí
Tags:        

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *