4 curiosidades sobre a palmeira do açaí

4 curiosidades sobre a palmeira do açaí

O açaí já é considerado a pérola da Amazônia. Fruto do açaizeiro, ele cresce em cachos que ficam pendurados na árvore.

Já falamos aqui sobre os benefícios de consumir esse fruto popular no norte do Brasil. E hoje vamos falar um pouco mais sobre a palmeira que origina o açaí.

Onde encontrar

Essa palmeira brasileira é uma planta que se desenvolve próxima aos ribeirões, rios, igapó, várzea e nas matas de terra firme e, com menos frequência, em terrenos mais afastados e locais pantanosos.

Ocorre predominantemente na região Norte, principalmente nos estados do Pará, Amapá, Maranhão e Tocantins.

Características

É uma palmeira delgada e alta que pode atingir de 20 a 25 metros. Produz, cada uma, entre 6 e 8 cachos com 2,5 kg cada um, o que totaliza, em média, de 15 a 20 quilos de frutos por palmeira e de 12 a 25 toneladas de frutos/ha/ano.

Os troncos são lisos, roliços, longos, de cor clara, sem espinhos.

A palmeira do açaí apresenta folhas grandes, compridas e recortadas em tiras, de cor verde-escura, atingindo até 2 metros de comprimento. Geralmente, as folhas são usadas na cobertura das casas.

Essa planta possui cachos de flores miúdas amarelas, que surgem predominantemente de setembro a janeiro, podendo aparecer quase o ano todo.

A palmeira pode ser utilizada para a extração do palmito, além da produção de frutos utilizados na fabricação do “vinho do açaí”, que é um dos principais alimentos das populações ribeirinhas.

Sobre o fruto

O fruto é constituído de um caroço relativamente grande. A polpa é extraída dos frutos maduros e é utilizada para diversos fins.

Quero revender açaí!

Nosso produto é plantado, cultivado, colhido, transformado em polpa, embalado e entregue mantendo toda as propriedades naturais. Entre em contato conosco e saiba mais sobre como ser nosso parceiro!

4 curiosidades sobre a palmeira do açaí

Um comentário para “4 curiosidades sobre a palmeira do açaí

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *